31 de dezembro de 2010

Picuí poderá ser pólo da UFCG, diz reitor



São ambiciosas as metas da Universidade Federal de Campina Grande (UFCG) para os próximos anos. Além da criação dois novos campi - um em Itaporanga e outro em Itabaiana -, e de um campus avançado em Campina Grande, no bairro das Malvinas, também estão sendo avaliadas a criação de 12 novos cursos de graduação e a implantação de 23 pólos universitários em cidades adjacentes aos campi já existentes. No total, cerca de 3.350 novas vagas anuais.

“Não podemos pensar de forma diferente”, defende o reitor Thompson Mariz. “Expandir a oferta de vagas no ensino superior para todas as micro-regiões da Paraíba é fundamental para a redução da disparidade social que nos separa de outros estados”, garante o dirigente, que instituiu, logo após a criação da UFCG, em 2002, o Plano de Expansão da universidade.

Atualmente, a UFCG é composta por sete campi (os quatro originais, mais os campi de Cuité, Pombal e Sumé), oferecendo 67 cursos de graduação, 20 mestrados e oito doutorados. Conta com 1.359 professores.

Os pólos seriam instalados em cidades paraibanas adjacentes aos campi já existentes, ou a serem criados, para a oferta de, no mínimo, dois cursos de graduação, presencial ou a distância, por pólo, totalizando uma oferta mínima de 2.300 vagas de ingresso.

As cidades a serem beneficiadas seriam Teixeira, Santa Luzia, Catolé do Rocha, São Bento, Coremas, Uiraúna, São João do Rio do Peixe, Triunfo, São José de Piranhas, Bonito de Santa Fé, Monteiro, Serra Branca, Taperoá, Boqueirão, Picuí, Barra de Santa Rosa, Piancó, Conceição, Princesa Isabel, Juripiranga, Pedras de Fogo, Queimadas e Esperança.


Adaptado de: Kennyo Alex - Ascom/UFCG

28 de dezembro de 2010

Campus IFPB/Picuí é inaugurado em Brasília


O presidente da República, Luiz Inácio Lula da Silva, e o ministro da Educação, Fernando Haddad, inauguram em Brasília, nesta segunda-feira, 27, às 15h, de forma simultânea, 31 unidades de institutos federais de educação, ciência e tecnologia em 12 estados e no Distrito Federal. A Paraíba foi contemplada com a inauguração dos campi de Monteiro e Picuí.

O reitor do Instituto Federal da Paraíba, professor João Batista de Oliveira Silva e os diretores-gerais Ricardo Lima e Silva e Verônica Lacerda Arnaud participaram do ato coletivo, em Brasília, acompanhados dos prefeitos Rubens Germano Costa de Picuí e Edna Henrique de Monteiro, além do deputado federal Luiz Couto. Acesse as fotos clicando aqui.

Nos dois municípios, as aulas começaram em setembro de 2009, em instalações provisórias. Em Picuí estão matriculados 487 alunos . As duas instituições integram o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Paraíba (IFPB).

Fonte: IFPB


27 de dezembro de 2010

Presidente Lula entrega campi do IFPB em Picuí


Lula
(Foto: divulgação)

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva (foto) e o ministro da Educação, Fernando Haddad vão inaugurar na segunda-feira (27), de forma simultânea, mais 31 escolas federais de educação profissional, contemplando a Paraíba e todas as regiões do país.

Na Paraíba serão inaugurados os Campi do Instituto Federal da Paraíba em Monteiro e Picuí. As duas estruturas fazem parte do plano de expansão da rede federal de educação profissional e tecnológica, que teve a primeira fase lançada em 2005 e a segunda em 2007.


O Campus Picuí, que também iniciou suas atividades no mesmo período, mantém em funcionamento os seguintes cursos: Superior de Tecnologia em Agroecologia; Técnico Subseqüente em Mineração; Técnico Subseqüente em Manutenção e Suporte de Informática; e Técnico Integrado em Edificações e Técnico Integrado em Manutenção e Suporte de Informática. O campus atende cerca de 500 alunos em 13 turmas distribuídas nos três turnos.

O IFPB será representando no evento pelo reitor João Batista de Oliveira Silva, os diretores-gerais dos campi Verônica Lacerda Arnaud (Campus Picuí), Ricardo Lima e Silva (Campus Monteiro) e os prefeitos Rubens Germano Costa e Edna Henrique.

“Em oito anos mais que dobramos o tamanho e a capacidade da rede federal. Saímos de 140 para 354 escolas e de 140 para 348 mil matrículas. Todas as regiões foram beneficiadas com cursos técnicos e de tecnólogo”, destacou Eliezer Pacheco, secretário de educação profissional do MEC.


Da ascom IFPB

18 de dezembro de 2010












Parabéns
aos primeiros alunos aprovados 2010, da Escola Municipal Ana Maria Gomes, para o
CURSO TÉCNICO DE NÍVEL MÉDIO EM AGROPECUÁRIA e AGROINDÚSTRIA do
COLÉGIO AGRÍCOLA VIDAL DE NEGREIROS CAMPUS III – BANANEIRAS-PB


Nosso sinceros parabéns pelo esforço e dedicação aos estudos e que esta nova fase possa ser tão vitoriosa e feliz quanto foi sua brilhante passagem pela Escola Municipal Ana Maria Gomes. Parabéns!

veja a relação:

Allamy Jorge Luciano Fernandes de Farias
Djair Alves da Mata
José Fernando Oliveira Dantas
Raiane Ferreira Lira

Picuí é destaque na Olimpíada de Língua Portuguesa


As alunas Rossana Dias Costa, da Escola Estadual Graciliano Lordão, da cidade de Pedra Lavrada, e Isabel da Silva Rodrigues, da Escola Estadual Professor Lordão, da cidade de Picuí, foram classificadas entre as cinco paraibanas para finalíssima da Olimpíada de Língua Portuguesa.
Os finalistas estarão em Brasília nesta segunda- feira (29), com o professor (a), o diretor (a) da escola, o pai ou a mãe, para serem recebidos pelo presidente da República e pelo ministro da Educação em solenidade, juntamente com os demais classificados de todo o país. Lá, serão anunciados os 20 medalhistas de ouro.

A olimpíada é destinada a alunos e professores das escolas públicas estaduais, municipais e federais e inscreve professores que atendam alunos em turmas do 5º ao 9º ano do Ensino Fundamental e do 1º ao 3º ano do Ensino Médio.

A competição oferece proposta de formação para os educadores, por intermédio dos materiais pedagógicos e pelos encontros para reflexão sobre as práticas educativas, objetivando aprimorar o processo de escrita dos alunos. O tema adotado na edição deste ano foi ‘O Lugar Onde Vivo’ e possibilitou ao aluno resgatar histórias e estreitar vínculos com a comunidade, aprofundando o conhecimento com a realidade.

Confira o texto premiado de Izabel, click

12 de dezembro de 2010

Gabarito IFPB 2011 agora!


VEJA O GABARITO DO PSCT/IFPB 2011 AGORA:

CLIC AQUI!




Prova IFPB 2011 História

QUESTÕES DE HISTÓRIA - IFPB 2011

Estamos na expectativa da divulgação dos gabaritos
pela COMPEC/IFPB, conforme foi anunciado no site.


Veja a prova comentada:

41. Independentemente das diversas crenças que existem em nosso planeta, um número significativo de pessoas vê, nas Ciências, a possibilidade de um dia descobrirmos quem somos, o que somos e de onde viemos. Enquanto esse ansiado momento não chega os cientistas-pesquisadores tem nos ofertado situações como as representadas nas figuras l e 2.









assinale a alternativa que indica uma possibilidade sugestiva para o futuro do homem.
a) Os seres humanos tenderão a elevar-se no ar, independente das máquinas.
b) Os homens jamais conseguirão encontrar vida além da Terra.
c) Estamos destruindo o sistema solar de tal forma, que no futuro nada sobrará.
d) O futuro sempre será um eterno desconhecido.
e) A humanidade se elevará muito acima das "nuvens".

Comentário: Questão trabalhada na primeira aula do Cursinho, aborda o processo evolutivo da humanidade ( Evolucionismo de Charles Darwin) e buscar do aluno a compreensão de que este processo é contínuo e que as práticas/ações do ser humano hoje tem consequências para o futuro. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " E"


42. "Há cerca de 150 anos, alguns estudiosos europeus e norte-americanos defendiam a ideia de que somente os brancos europeus possuíam cultura e que por isso eram superiores aos negros, aos indígenas e aos mestiços. Diziam também que estes povos eram 'selvagens', 'primitivos' e que, por essa razão, precisavam ser civilizados. Mas será que eles eram de fato primitivos?"
(Boulos Júnior, Alfredo / História: Sociedade & Cidadania - ia. Ed. - São Paulo: FTD, 2006, p. 33.)
Baseando-nos no fato de que todos esses grupos humanos possuíam, em maior ou menor escala de desenvolvimento económico, uma linguagem comum, hábitos comuns e valores morais comuns, de acordo com cada sociedade, é CORREIO afirmar que
a) o autor confundiu-se; a afirmativa deveria ser feita só em relação aos povos do oriente médio.
b) eram sociedades diferentes das ditas brancas caucasianas.
c) essas sociedades eram tribais e por essa razão, ignorantes.
d) não havia uma identidade comum no interior dessas sociedades.
e) esses grupos eram realmente primitivos.

Comentário: Questão trabalhada quinta aula do Cursinho, aborda o conceito de superioridade do homem branco, o que chamamos de Eurocentismo. A questão exige do aluno a capacidade de relalitivização ao entender que não existe sociedade superior ou inferior a outra, no que se refere a cultura, apenas características diferentes que não justificam a dominação de um povo( europeu) sobre outros ( índios, negros, judeus, árabes...) Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " B "


43. Depois de serem expulsos da Bahia, por volta de 1625, os holandeses voltaram ao território brasileiro,
insinuando-se pelo hoje Estado de Pernambuco em fevereiro de 1630. Para revitalizar a produção açucareira, veio o administrador João Maurício de Nassau, que só deixou o Brasil - por problemas internos na Empresa - por volta de 1644. Durante esse período da história do Nordeste brasileiro, ocorreu um evento vexatório, que pode ser justificado pela economia da época, mas não pode ser qualificado como ato de dignidade humana. É algo que precisa ser colocado em toda sua extensão, para que todo o povo brasileiro saiba qual o maior incremento que os holandeses deram ao Nordeste. Quando isso for feito, teremos construído um conhecimento mais profundo da história do Nordeste e resgatado um pouco mais a dignidade de quem construiu aquele movimento no tempo. Em função da principal atividade desenvolvida pelos holandeses no período e região citados, podemos concluir que esse resgate refere-se a


a) aceleração do PIB brasileiro.
b) descentralização da renda fundiária (camponesa).
c) elevação exponencial do tráfico de negros africanos.
d) restauração dos engenhos.
e) amizade entre Calabar e Nassau.

Comentário: Questão trabalhada na quarta aula do Cursinho, aborda a presença holandesa no nordeste brasileiro, cujo objetivo era a exploração do açúcar. Assim uma das primeiras coisas dos Flamengos foi possibilitar empréstimos para os senhores de engenhos reconstruir os engenhos e comprar ou capturar escravos para trabalhar na produção do açúcar, elevando assim o tráfico negreiro. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " C "

44. Ao início do século XX, a economia brasileira foi direcionada para a produção têxtil e de alimentos. Ou seja, em lugar de continuar importando (comprando), o país passou a produzir, principalmente com o advento da l Guerra Mundial (1914-1918). Se nos concentrarmos na parte da afirmativa que está destacada, concluiremos que o Brasil, naquele momento,


a) viveu um processo de urbanização mais acentuado.
b) continuou sendo fundamentalmente cafeicultor.
c) passou a dar importância ao imigrante europeu e asiático.
d) esse novo desenho produtivo foi o pilar primeiro da dívida externa brasileira.
e) todas as respostas estão corretas.

Comentário: Questão trabalhada na última aula do Cursinho, aborda a situação da economia brasileira na época da república do café com leite, quando a base da economia era o café e que durante a I guerra mundial o Brasil teve que diversificar sua economia, mas mantendo ainda o café como o principal produto, apesar de uma guinada para uma soviedade urbano/industrial. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " E"

45. Em 1979, o Brasil atravessava seu 149 ano de ditadura militar. Naquele ano, o sindicalismo do ABCD paulista estava em movimento; o partido governista (a ARENA, que "virou" PDS e hoje é o DEM) e o de oposição, o MDB (hoje PMDB), foram extintos. Estavam em marcha os movimentos sociais que começariam, logo depois, a exigir o fim da ditadura e a restauração da democracia, gesto que já vinha se manifestando em vários formatos. Eram ações da contracultura. Naquele ano de 1979, foi lançado um disco, em vinil, do cantor e compositor Raul Seixas, intitulado Krig-há, bandolo!!!, que representando o grito de "Tarzan" significava Cuidado, aí vem o inimigo! Uma das músicas de maior sucesso desse trabalho foi Metarmorfose Ambulante. Observe as três primeiras estrofes da letra da música:

Prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante
Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo

Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo
Eu quero dizer
Agora, o oposto do que eu disse antes
Eu prefiro ser
Essa metamorfose ambulante

Claramente, ser uma metamorfose ambulante representa
a) o desejo de estar, como ser humano, em constante mudança.
b) uma manifestação de apoio às ocorrências daquele momento político.
c) um modo de expressão pessoal sem segundas intenções.
d) a rejeição a tudo que é tradicional no campo da repressão, e :: :ss as respostas estão incorretas.


Comentário: Questão trabalhada na última aula do Cursinho, aborda a questão dos movimentos de contracultura na época da diratura militar no Brasil. destacando-se as músicas de protesto como Geraldo Vandré, "pra não dizer que não falei das flores", Caetano Veloso, Gilberto Gil, Zé Ramalho e Raul Seixas com Sociedade alternativa. Aqui o aluno precisa dominar o conceito de metamorfose, (transformação) tema da música sugerida de Raul Seixas e enteder que os jovens desta época ( ditadura) não se conformava com a realidade (metamorfose) e lutava contra a realidade, em busca de mudança. Prefiro ser, Essa metamorfose ambulante, Eu prefiro ser, Essa metamorfose ambulante , Do que ter aquela velha opinião formada sobre tudo. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " A "

46. O neocolonialismo ajudou a empobrecer o continente africano e agravou uma série de conflitos internos. A grande maioria dos europeus considerava sua cultura superior à africana, o que justificava a colonização do continente.

Considerando o neocolonialismo e a África, é CORRETO afirmar que

a) o principal objetivo das nações europeias era incentivar a civilização e a modernização da África.
b) o respeito às diferenças étnicas sempre esteve presente nas relações entre europeus e africanos.
c) alguns dos grandes problemas do continente africano nos dias atuais remontam ao período de sua colonização pelos europeus.
d) a colonização não obteve sucesso, principalmente porque a África é um continente sem muitas riquezas naturais.
e) o discurso de superioridade cultural europeia foi bem aceito pelos povos africanos, que concordaram com a ocupação de suas terras.

Comentário: Questão trabalhada na penúltima aula do Cursinho, aborda os resultados e as consequências do imperialismo ou neocolonialismo para o continente africano, que teve suas riquezas expoladas pelos países industralizados, tendo como consequências os atuais problemas como a fome, doenças, conflitos, dívidas. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " C "

47. Leia iatenção o que segue:

"A primeira tarefa dada a Robert Blincoe foi a de apanhar o algodão que caía no chão, embaixo do tear mecânico. Aparentemente, nada poderia ser mais fácil, mas ele estava muito apavorado pelo movimento giratório e pelo barulho da maquinaria. Ele também não suportou o pó e a fumaça que o ceixava sufocado. Ele logo se sentiu doente e constantemente parava de trabalhar, pois suas costas :doíam de tanto agachar. Blincoe achava que era livre para sentar e descansar, mas logo descobriu que isso era estritamente proibido nas fábricas têxteis. O seu inspetor, Sr. Smith, lhe disse que tinha de ficar em pé (...)" (Depoimento de Robert Blincoe ao Jornal The Lion, 15 jan. 1828.)
Com base no que você acaba de ler, acima, é POSSÍVEL afirmar que
a) apesar das dificuldades no local de trabalho, Robert Blincoe recebia uma justa remuneração pelos seus esforços ao final do mês.
b) os trabalhos repetitivos eram pouco comuns nas fábricas da Inglaterra do século XIX.
c) o medo de Robert Blincoe não se justifica, pois as fábricas eram ambientes de trabalho seguros.
d) o Sr. Smith preocupava-se mais com o interesse do capitalista do que com os interesses dos operários.
e) nenhuma das afirmativas anteriores está correta.

Comentário: Questão trabalhada na sexta aula do Cursinho, aborda as condições de trabalho na época da revolução industrial, principalmente no que se refere às crianças que eram subemtidas a trabalhos exaustivos e cansativos. Estas eram preferidas, poís eram mais facilemnte dominadas pelos inspetores da fábrica que trabalhava para o dono: burgês, capitalista. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " D "

48. Antes da chegada dos colonizadores europeus, vários povos indígenas já habitavam as terras do nosso país. O mesmo pode ser observado na Paraíba, onde grupos variados, com características próprias, habitavam diferentes microrregiões. Observe as imagens a seguir, feitas por um pintor holandês durante o século XVII:








a) os dois quadros mostram mulheres parecidas, que certamente pertencem a um mesmo grupo indígena.
b) a Imagem l retrata como seriam os índios antes da chegada dos europeus; já a Imagem II mostra esses mesmos índios depois do contato com os brancos.
c) todos os indígenas eram selvagens e deveriam ser combatidos em uma guerra justa.
d) os dois quadros mostram índias "mansas", ou seja, submissas aos colonizadores europeus.
e) o canibalismo era uma prática ritual comum entre alguns dos grupos indígenas que habitavam a Paraíba.

Comentário: Questão trabalhada na sexta aula do Cursinho, aborda os diferentes modos de vida das populações nativas no Brasil e associa às tribos da Paraíba, a exemplo dos Tapuias e Tupis. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " E"

49. A República romana foi uma forma de governo tão importante que acabou servindo como modelo de sistema político para vários países do Ocidente, tais como o Brasil. Por exemplo: na República romana, quem propunha as leis era o Senado, e quem as aprovava era a Assembleia Centuriata.
Já no Brasil, quem tem a tarefa de propor e aprovar as leis é
a) o Senado e a Câmara dos Deputados.
b) a Assembleia Legislativa e o Prefeito.
c) o Supremo Tribunal Federal.
d) o Ministério Público.
e) o Senado e a Assembleia Popular.


Comentário: Questão trabalhada na segunda aula do Cursinho, aborda como eram elaboradas as leis na república romana e exige do aluno sua compreensão de que esta instituição foi uma de suas heranças e que hoje no Brasil cabe ao Congresso Nacional ( Senado e Câmara dos Deputados) a elobração das leis. Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " A "

50. A Igreja Católica foi a mais poderosa instituição da Idade Média, pois além de possuir muitas terras, detinha grande influência sobre a cultura e a consciência de uma grande parte da população medieval.
O controle social exercido pela Igreja Católica durante a Idade Média pode ser explicado, EXCETO
a) pela grande quantidade de terras e riquezas que a Igreja possuía.
b) cela busca das pessoas por perdão divino e salvação.
c) peio duro combate às heresias.
d) peta própria fé das pessoas.
e) pela tolerância do clero a outras crenças e religiões.

Comentário: Questão trabalhada na quarta aula do Cursinho, aborda o teocentrismo ou o controle ideológico e social exercido pela Igreja católica durante a Idade Média, conhecida como idade da fé, ou idade das trevas devido ao poder( Terras, riquezas materiais,) acumulado por esta isntituição, o medo que a sociedade tinha do pecado ou das heresias, punidas com o tribunal da Santa Inquisição, lembra de Joana D´arc...???? Gabarito da COMPEC/IFPB: Letra " E"


Abraços, espero que tenham gostado da prova!

Gabarito IFPB 2011


As provas para ingresso nos cursos técnicos do Instituto Federal da Paraíba (IFPB) fioram aplicadas neste domingo, dia 12, em 09 cidades do Estado. No total, 13.473 candidatos concorreram a 2.224 vagas para ingresso em 2011, sendo 1.148 oportunidades nos cursos técnicos subsequentes e 1076 vagas nos cursos técnicos integrados ao Ensino Médio. Entre os cursos mais concorridos estão os de Controle Ambiental, Edificações e Manutenção e Suporte de Informática. O gabarito será divulgado a partir das 14h. Veja as questões de história e os comentários logo mais...

Veja a prova comentada aqui



11 de dezembro de 2010

Izabel Rodrigues Medalha de Prata - OBLP


Quais as melhores maneiras de resolver

o problema do destino do lixo em Picuí?

Izabel da Silva Rodrigues

Picuí, situada no interior paraibano, é uma cidade muito bela e repleta de história, cultura e diversão. Tenho muito orgulho de viver aqui. No entanto, como a maioria das cidades brasileiras, Picuí tem problemas e desafios, entre eles o que chama minha atenção em relação aos trabalhos ambientais, especialmente no que diz respeito à destinação dos resíduos sólidos que são depositados sem nenhum tratamento no lixão da cidade, o que pode ocasionar danos à saúde da população, isso porque o principal reservatório do município, o açude Serraria, tem sua bacia localizada abaixo do lixão e nos seus arredores. Dessa forma está suscetível à contaminação por chorume, que é altamente tóxico.

Mesmo assirn ha quem pense que depositares resíduos no lixo é natural, pois a cidade é pequena e a construção de um aterro sanitário para resolver o problema não é viável, também porque os lixões são comuns em todo o Brasil.

Que a construção de um aterro sanitário não é viável é verdade, mas acredito que exis­tam outras formas de amenizar os problemas do lixo e evitar que ele se acumule. É sabido também, de acordo com dados do IBGE de 2000, que 64% dos municípios brasileiros de­positam seus resíduos em lixões. Assim, de maneira inadequada, o lixo é acumulado a céu aberto sem nenhum critério técnico ou tratamento prévio do solo, o que é um absurdo. Mas, só porque na maioria dos municípios isso ocorre, Picuí é obrigado a fazer o mesmo?

Afinal, sabe-se também que esse tipo de destinação para os resíduos sólidos provoca sérios problemas, pois, além do mau cheiro e da degradação das paisagens, são colocados em risco o meio ambiente e a saúde pública, sem falar que os lixões são um triste meio de vida para alguns segmentos excluídos da sociedade, que trabalharn e vivem em situações indignas e insalubres.

Diante de tudo isso, me pergunto: "Será que o poder público e a sociedade não podem fazer algumas ações que minimizassem esse quadro?"

Já que não é viável a construção de um aterro sanitário, o poder público deveria empe­nhar-se em organizar uma coleta seletiva, incentivar a reciclagem, podendo assim oferecer urna qualidade de vida melhor para aqueles que não tem outra alternativa, a não ser o lixão. A sociedade poderia se comprometer em separar o lixo, assim como em gerar menos resíduos, praticando um consumo consciente de acordo com o 5Rs: refletir, recusar, reduzir, reutilizar e reciclar.

Assim, resolver o problema do lixo em Picuí seria mais fácil, melhorando a vida de muitas pessoas, gerando renda e contribuindo para a construção de uma cidade mais sustentável para as atuais e futuras gerações.

Professora Dircineide Neves Dantas

Escola Professor Lordão Cidade: Picuí – PB

9 de dezembro de 2010

Segunda Prova do Enem 2011

O Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais (Inep) disponibilizou na internet a consulta aos locais de prova para os estudantes que participarão da segunda aplicação do Exame Nacional do Ensino Médio – Enem 2010. O Ministério da Educação (MEC) ainda não divulgou o número total de alunos que terão direito a refazer a avaliação na próxima quarta-feira (dia 15).

O MEC definiu que apenas os candidatos prejudicados pelos erros de impressão no caderno de prova amarelos, que não continham as 90 questões, poderão refazer o Enem. Segundo a pasta, eles serão comunicados por e-mail, SMS e telegrama. A avaliação terá início às 13h da próxima quarta-feira (15).

As últimas informações divulgadas pelo ministério no final de novembro contabilizavam 2.817 estudantes nessa situação. O levantamento está sendo feito a partir das 116 mil atas das salas de prova. Esse documento é usado pelos fiscais para relatar qualquer problema ocorrido durante a aplicação do exame.

5 de dezembro de 2010

Provas e gabaritos PSS da UFCG - 1º dia

Foram realizadas hoje as provas PSS da UFCG refente ao 1º dia. A Prova de história abordou diferentes temátivas, valorizando aspectos politicos -ideológicos como a Revolução Russa e o nazismo e a questão social, quando destacou a questão das politicas afirmativas. Como sempre, a primeira questão destacou os conhecimentos sobre a ciência histórica. Uma avaliação clara e objetiva. Uma boa prova. Confira abaixo:

Veja a prova 1º dia


Veja Gabarito neste link

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...