21 de setembro de 2009

O que vai cair de história no Enem 2009

Confira dicas para história no Enem 2009. veja os temas mais prováveis

A prova de história no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2009 deverá ter uma característica: a exigência de paciência do candidato. Isso porque a prova promete trazer enunciados longos, cobrando capacidade de leitura e de interpretação.

Desafio de história: Bolão
Após a leitura desta postagem escolha 4 ,entre os 10 sugeridos, que você acredite que possa ser cobrado no Enem 2009. Envie como comentário e indique outro que você julgue que esteja faltando. Os comentários com as respostas são aceitos até o dia 02/10/09.

Veja as orientações:

História

A aposta principal no Enem são grandes temas, como direitos humanos, escravidão e liberdade, igualdade e desigualdade. Dentro desses assuntos, será possível abordar conteúdos da história e suas relações com o presente. Daí a necessidade de estar bem informado.
O Enem poderá fazer questões que comparem a situação do passado com o presente. Uma possível questão seria sobre a crise atual e suas relações com a crise de 1929
O conhecimento do mundo contemporâneo é fundamental. Confira alguns temas importantes na hora de revisar o conteúdo:

História do Brasil - ênfase no Brasil independente, principalmente no Brasil República, no . Conceitos como oligarquias, ditadura e democracia fazem parte deste período.

História geral - mundo moderno e contemporâneo, a partir da Revolução Francesa. Questões sobre a política, a economia, o modelo liberal, os fascismos, as guerras podem ser estudados neste período.

Temas que podem ser listados como candidatos a questões são:

1- democracia ateniense e o paralelo com os limites da democracia contemporânea no Brasil ( participação política das mulheres, por exemplo.
2- república romana e o escravismo na antiguidade
3 - as grandes guerras com destaque para a intolerância racial ( holocausto)
4 - crise econômica de 1929 e 2008( limites do capitalismo)
5 - gripe suína e os paralelos com a peste negra e com a gripe espanhola;
6 - a questão nuclear e a Guerra Fria ( guerra nas estrelas e Oriente Médio: fundamentalismo)
7 - a questão do negro na sociedade brasileira ( abolição ≠ inclusão)
8- a ditadura militar no Brasil ( tortura, lei anistia e movimento pelas diretas já)
9 - desigualdades sociais e a constituição da realidade contemporânea brasileira.
10 – América latina (Cuba, Venezuela, Chile e Equador) e o papel do Brasil

Temos de pensar o que o elaborador das questões quer. E o Enem quer um estudante crítico. Para isso, uma forma é a comparação com a atualidade. Por isso que temáticas como a Idade Média ou da monarquia brasileira devam aparecer com menor freqüência na prova do MEC (Ministério da Educação).Já a república romana e a democracia ateniense podem ser abordadas em itens que exijam a correlação com o mundo contemporâneo.Se você está preocupado porque não consegue se lembrar de datas e nomes da história, relaxe. A "decoreba" não deverá ser cobrada. O que importa na prova não é tanto o conhecimento desses dados, mas a interpretação do enunciado e das questões.

Revisão final - História 2009

Atenção: O ENEM e os vestibulares estão chegando e eu estou disponibilizando este material para a revisão final de história. Aproveite. Faça a leitura dos texto e analise as questões propostas através dos links, postem as respostas como comentário nesta página até o dia 29/09/09 e aguardem as respostas que serão divulgadas aqui no dia 30/09/09.
Os presidentes populistas

A aliança PSD-PTB nas eleições leva ao poder um militar, o general Dutra. A nova Constituição (1946) redemocratiza o País. O período de Dutra é de alinhamento com os EUA; o PCB – Partido Comunista Brasileiro – é cassado. A permissão para as importações provoca esgotamento das reservas cambiais.
Terminado o mandato de Dutra, Vargas é reeleito pelo voto popular. Seus discursos populistas irritam parte das elites. A criação da Petrobras leva os EUA a desconfiar de seu governo. A UDN, contrária a Vargas, denuncia a corrupção no governo. O atentado a Carlos Lacerda, da UDN, detona séria crise política. Pressionado, Vargas suicida-se. Com apelos emotivos ao povo, sua carta-testamento é exemplo de populismo.
Após a morte de Getúlio Vargas, inicia-se um período tumultuado, com a UDN tentando impedir a posse do presidente eleito, Juscelino Kubitschek. Com o apoio do general Lott, em 1956, JK toma posse. Com o Plano de Metas ("50 anos em 5"), o período de Juscelino é de grande crescimento econômico. Atraindo o capital estrangeiro para indústrias de ponta, como a automobilística, e fazendo obras de infra-estrutura, o Brasil cresce muito, junto com a inflação. A inauguração de Brasília é o símbolo dessa nova era.
Seu sucessor, Jânio Quadros, adota a austeridade econômica e uma política externa independente. Em agosto de 1961, sem apoio, renuncia com a esperança de ser chamado de volta com mais poderes, o que não ocorre. A renúncia desperta uma grave crise, pois os militares e a direita não aceitam o vice, João Goulart. A solução é adotar o parlamentarismo, empossando o presidente, mas diminuindo seus poderes. Um plebiscito decide a volta do presidencialismo.
Para combater a inflação, Goulart decreta o fracassado Plano Trienal. Buscando apoio para suas reformas de base, promove o comício de 13 de março de 1964, assustando os direitistas. Em 31 de março começa um levante militar contra o presidente, que é deposto.
Analise as questões neste link:
A época do (Milagre Econômico)

Assume o governo o marechal Castello Branco, da linha moderada do Exército. Implanta Atos Institucionais (AIs), que permitem cassações de políticos, eleições indiretas para presidente e governadores, bem como reforço do Executivo. Para a economia, cria um plano chamado Paeg, que vence a inflação à custa de recessão e perdas salariais. O presidente seguinte, Costa e Silva, é ligado à linha-dura do Exército. Cresce a contestação aos militares, com políticos organizando a Frente Ampla, manifestações de estudantes e o início da luta armada. O governo baixa o AI-5, em 1968, o mais duro instrumento de repressão política. Pouco depois, Costa e Silva, doente, é substituído por uma Junta Militar, que indica Garrastazu Medici para sucedê-lo.
É a época do "Milagre Econômico", com altas taxas de crescimento e inflação baixa, e período de ufanismo, repressão política e de grandes obras, como a Transamazônica.
De Médici a Sarney

"Ninguém segura este país", era um dos slogans do período Medici. Mas o petróleo segurou. A partir da crise do petróleo, o "Milagre", de bases frágeis (capital externo e concentração de renda), entra em colapso. No governo Geisel, a política de grandes obras é mantida (Itaipu) e ampliada (projeto Angra dos Reis). Inicia-se a abertura política, com a extinção do AI-5 e enfrentamento com a linha-dura (casos Herzog e do operário Manuel Fiel Filho). O Congresso é fechado em 1977 para impor as reformas no Judiciário. O último presidente militar é João Baptista Figueiredo. A abertura cresce com a anistia política de 1979 e a volta do pluripartidarismo. A crise econômica explode, com a inflação passando de 200% ao ano e o Brasil recorrendo ao FMI. Desgastados, os militares não conseguem impedir a vitória da oposição ao Colégio Eleitoral, com a chapa Tancredo Neves e José Sarney. Com a doença e morte de Tancredo, Sarney assume a Presidência da República.

Analise as questões neste link:
Crise inflacionária

A Nova República inicia-se com o País mergulhado na crise inflacionária. Para enfrentá-la, José Sarney lança vários planos. O primeiro, o Cruzado, foi o de maior entusiasmo popular. Mas, a cada nova tentativa, a inflação volta mais forte. Nesse período há um avanço político, com o voto para os analfabetos, a legalização do PCB e doPC do B, as eleições diretas para presidente e a convocação de uma Constituinte, presidida por Ulysses Guimarães. A Constituição promulgada em 1988 é a mais ampla e democrática da história do Brasil. A campanha eleitoral de 1989 é a primeira em quase 30 anos. Do enfrentamento Collor–Lula, vence o primeiro. Seu plano econômico apresenta medidas de impacto, como o confisco da maior parte do dinheiro depositado em bancos. Apesar de tudo, o fracasso também atinge esse plano.
O Plano CruzadoCom denúncias de corrupção, o presidente é afastado do cargo e passa o poder para seu vice, Itamar Franco. No governo Itamar, o Plano Real começa a derrubar a inflação com um sucesso inédito até aquele momento. O sucesso do plano elege seu ministro da Fazenda, Fernando Henrique Cardoso, como sucessor. O período da redemocratização é marcado pelo avanço das fórmulas neoliberais, que estimulam a abertura do mercado nacional, a privatização de estatais e um recuo nos programas sociais do governo. A inflação é controlada, porém a economia cresce pouco, e a dívida externa e o desemprego aumentam. Após a reeleição de Fernando Henrique Cardoso, em 1998, o real sofre uma maxidesvalorização decorrente de uma série de ataques especulativos à moeda do País. As desvalorizações vêm prosseguindo em virtude do crescente endividamento externo e da perspectiva de uma moratória da Argentina – país que é um importante mercado para os produtos brasileiros. No plano social, o Movimento dos Trabalhadores Sem-Terra (MST) transforma-se em uma das principais forças a contestar o programa agrário e econômico do atual.
Analise as questões neste Link:

12 de setembro de 2009

Reportagens para Informativo Lordão


Atenção equipe do Projeto Midias e tecnologia no Lordão, as reportagens para o Informativo do Lordão planejadas na reuinão deste sábado(12/09) devem ser postadas como comentário abaixo, caso tenha foto deve ser indicado o Link. Abraços...

10 de setembro de 2009

Atividades semana Cultural do Lordão


Escola Estadual Professor Lordão
Semana Cultural: “Lordão 70 anos”


Atividades Propostas ( veja observação ao final)


Atividade 01 (Já foi aplicada, simulado em agosto). Quem estiver com alguma pendência será vista após a semana cultural

Atividade 02: Entregar a pesquisa realizada no mês de agosto com o tema: Lordão.
Dever ser entregue em um CD de dados (comum) com tudo que conseguiram durante a pesquisa: fotos, vídeo, áudio e um texto ( dissertação) com introdução, desenvolvimento e conclusão. A equipe (2º C) que se encarregou de elaborar a atividade em forma de filme/documentário deve entregar na forma planejada (vídeo) como uma equipe apenas. Caso tenha alguma dificuldade pode utilizar a estratégia anterior (CD com fotos, áudio, vídeo e texto) sendo por equipes.
pesquise no link:


Apresentação durante a semana cultural( 14 a 16/09). Deve ter um aluno de cada equipe em cada turno durante a apresentação.

reuinão sábado 12/09 na escola Profº Lordão às 9:00 com um representante de cada equipe para tirar dúvidas e montar a apresentação.


Data para entrega: Domingo 10/09

Atividade 03: Elabora um cordel com o tema “Lordão 70 anos de tradição”

Nesse cordel pode-se abordar a história de Graciliano F. Lordão, a Evolução da Escola Professor Lordão, o cotidiano da escola (aulas, alunos, disciplina da escola, fardamento, recreio, as festas, professores, o dia a dia...), a memória das pessoas entrevistadas, as conquistas da escola nos últimos anos, o papel do Lordão em Picuí, seu amor a escola, ex- alunos, a importância da escola na educação do Municipio.

Dever ser elaborada cinco estrofes com seis versos, seguindo a seguinte estrutura:

A, B, C, B, D, B. Grupos de até cinco componentes.

Sextilhas:
Uma das características deste estilo são as rimas. Aparecem no segundo, no quarto e no sexto versos, rimando entre si, deixando órfãos o primeiro, terceiro e quinto versos.


O filho rico tem berço A

Pijaminha e mosquiteiro B

Tem ar condicionado C

pra soprale o dia inteiro B

Não panha sol nem sereno D

Nem brinca pelos terreiro B


Apresentação durante a semana cultural( 14 a 16/09). Deve ter um aluno de cada equipe em cada turno durante a apresentação.
reuinão sábado 12/09 na escola Profº Lordão às 9:00 com um representante de cada equipe para tirar dúvidas e montar a apresentação.


Data para entrega: Domingo 10/09


Pesquise nos liks:

http://profrobsonpicui.blogspot.com/

http://www.paraiba.com.br/noticia.shtml?70140

http://www.sec.pb.gov.br/index.php?option=com_content&task=view&id=759&Itemid=56

http://mecsrv04.mec.gov.br/news/Boletim_AI/boletimImp.asp?Id=26

http://camarapicui.com.br/arquivos/pdf/decreto_legislativo_018_2008.pdf

http://ibahia.globo.com/premioluiseduardomagalhaes2007/premiacao.asp

http://images.google.com.br/imgres?imgurl=http://www.hermesdeluna.com.br/redimensiona.php%3Fl%3D150%26imagem%3Dnoticias/17062008204308.jpg&imgrefurl=http://www.hermesdeluna.com.br/secundaria.php%3Fcat%3D8%26id%3D11082&usg=__PqkN3cFvHhYvHTbDtVtrbbbRRR8=&h=79&w=150&sz=4&hl=pt-BR&start=2&um=1&tbnid=9cCPvrp_s4VyhM:&tbnh=51&tbnw=96&prev=/images%3Fq%3Dprojeto%2Brepensando%2Bpicui%26hl%3Dpt-BR%26rlz%3D1T4RNWN_enBR316BR316%26sa%3DN%26um%3D1

http://www.camarapicui.com.br/enot.php?id=105

http://camarapicui.com.br/enot.php?id=389



Observação:

01 - Quem participou das aulas de campo em Areia e Pedra Lavrada serão avaliados com o relatório referente a cada aula, valendo cada uma das avaliações.

02- Quem perdeu alguma das avaliações ( 1º e Rec) deve tomar nota das atividades dutante semana cultural.

2 de setembro de 2009

Cursinho Picuí: gabarito código 020909

Cursinho Picuí
Questões de revisão:

O Segundo Reinado - Governos Regenciais

código 020909
Gabarito
1- RESPOSTA: D ,
2- RESPOSTA: D ,
3- RESPOSTA: B,
4- RESPOSTA: A,
5- RESPOSTA: C,
6- RESPOSTA: D ,
7- RESPOSTA: C ,
8- RESPOSTA: E ,
9- RESPOSTA: B,
10-RESPOSTA: A

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...