25 de janeiro de 2015

Curso de Francês pelo Programa Idiomas sem Fronteiras


 Programa Idiomas sem Fronteiras – Francês é fruto do trabalho conjunto entre o Ministério da Educação (MEC), por intermédio da Secretaria de Educação Superior (SESu) e da Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior (CAPES) com a participação de especialistas de língua francesa das universidades federais. Seu principal objetivo é incentivar o aprendizado do idioma francês, além de propiciar uma mudança abrangente e estruturante no ensino de idiomas estrangeiros nas instituições de ensino superior do País.
O Programa Idiomas sem Fronteiras - Francês foi elaborado com o objetivo de auxiliar estudantes universitários brasileiros no aprendizado e aprimoramento do idioma francês para proporcionar oportunidades de acesso, por intermédio de programas de mobilidade estudantil como o Programa Ciências sem Fronteiras, às universidades de países onde a educação superior é conduzida em sua totalidade ou em parte por meio da língua francesa, promovendo assim a internacionalização das universidades brasileiras.
Para atender tal demanda, suas ações incluem a aplicação de testes de nivelamento, oferta de cursos a distância autoinstrucionais e cursos presenciais ofertados nas universidades credenciadas no Programa IsF.

Fonte: MEC
Veja link, aqui

Concurso para professor IF Sertão Pernambucano


Com objetivo de preencher 20 vagas de Professores Substitutos em seu quadro de servidores, o Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Sertão Pernambucano (IF Sertão Pernambucano) anuncia a abertura de processo seletivo.
A instituição quer direcionar esses profissionais aos campi Petrolina, Ouricuri e Salgueiro, para que atuem junto às áreas de Matemática (3), Tecnologia em Alimentos (1), Psicologia (1), Informática (1), Informática Geral (2), Enologia (1), Libras (1), Física (1), Irrigação e Drenagem (1), Desenho Técnico, Construções Rurais e Topografia (1), Engenharia Civil (2), Agroindústria (1), Química (1), Sociologia (1), Administração (1) e Informática com ênfase em Hardware e Redes (1).
Para remunerações que podem variar de R$ 2.018,77 a R$ 3.184,73, as jornadas serão de 20h e 40h semanais, com contratos de oito meses ou um ano, conforme o caso.
Para concorrer os interessados devem ter formação correspondente ao cargo de interesse e realizar inscrição até 10 de fevereiro de 2015 na Diretoria de Gestão de Pessoas/ Reitoria, na SGP do campus Ouricuri ou Salgueiro, das 8h às 12h e das 14h às 17h, mediante entrega dos documentos solicitados e pagamento da taxa de R$ 60,00.
As provas de desempenho didático eliminatórias estão previstas para ocorrer nos dias 24 e 25 de fevereiro de 2015 e, além disso, haverá prova de títulos, nas formas indicadas no edital de abertura, que tem validade de 12 meses e pode ser prorrogado. Consulte-o em nosso site.
Jornalista: Iara Valiente

24 de janeiro de 2015

Fundo de Financiamento Estudantil - Fies, veja como participar


O Fundo de Financiamento Estudantil (Fies) é um programa do Ministério da Educação destinado a financiar prioritariamente estudantes de cursos de graduação.

Para candidatar-se ao Fies os estudantes devem estar regularmente matriculados em instituições de ensino não gratuitas cadastradas no programa, em cursos com avaliação positiva no SINAES. O Fies é operacionalizado pelo Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação - FNDE. Todas as operações de adesão das instituições de ensino, bem como de inscrição dos estudantes são realizadas pela internet, o que traz comodidade e facilidade para os participantes, assim como garante a confiabilidade de todo o processo. 

click no banner na lateral esquerda superior e saiba como participar

PROUNI: Saiba como participar


É um programa do Ministério da Educação, criado pelo Governo Federal em 2004, que concede bolsas de estudo integrais e parciais (50%) em instituições privadas de ensino superior, em cursos de graduação e sequenciais de formação específica, a estudantes brasileiros, sem diploma de nível superior.
Podem participar:
- Estudantes egressos do ensino médio da rede pública ou da rede particular na condição de bolsistas integrais da própria escola;
- Estudantes com deficiência;
- Professores da rede pública de ensino do quadro permanente que concorrerem a cursos de licenciatura, nesse caso não é necessário comprovar renda.
Para concorrer às bolsas integrais, o candidato deve comprovar renda familiar bruta mensal, por pessoa, de até um salário mínimo e meio. Para as bolsas parciais (50%), a renda familiar bruta mensal deve ser de até três salários mínimos por pessoa.
Click no banner superior da coluna a esquerda e veja como participar.

LinkWithin

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...