2 de novembro de 2010

ENEM 2010 - dicas de História

O que vai cair de história no Enem 2010
Confira dicas para história no Enem 2010.
Veja os temas mais prováveis

A prova de história no Enem (Exame Nacional do Ensino Médio) 2010 deverá ter uma característica: a exigência de paciência do candidato. Isso porque a prova promete trazer enunciados longos, cobrando capacidade de leitura e de interpretação.

Desafio de história: Bolão
Após a leitura desta postagem escolha 4 ,entre os 10 temas sugeridos, que você acredite que possa ser cobrado no Enem 2010. Envie como comentário e indique outro que você julgue que esteja faltando.

Veja as orientações:

História

A aposta principal no Enem são grandes temas, como direitos humanos, escravidão e liberdade, igualdade e desigualdade. Dentro desses assuntos, será possível abordar conteúdos da história e suas relações com o presente. Daí a necessidade de estar bem informado.
O Enem poderá fazer questões que comparem a situação do passado com o presente. Uma possível questão seria sobre a crise atual e suas relações com a crise de 1929
O conhecimento do mundo contemporâneo é fundamental. Confira alguns temas importantes na hora de revisar o conteúdo:

 História do Brasil - ênfase no Brasil independente, principalmente no Brasil República, no . Conceitos como oligarquias, ditadura e democracia fazem parte deste período.

 História geral - mundo moderno e contemporâneo, a partir da Revolução Francesa. Questões sobre a política, a economia, o modelo liberal, os fascismos, as guerras podem ser estudados neste período.

Temas que podem ser listados como candidatos a questões são:

1- democracia ateniense e o paralelo com os limites da democracia contemporânea no Brasil ( participação política das mulheres, por exemplo.
2- república romana e o escravismo na antiguidade
3 - as grandes guerras com destaque para a intolerância racial ( holocausto)
4 - crise econômica de 1929 e 2008/2009( limites do capitalismo)
5 - gripe suína e os paralelos com a peste negra e com a gripe espanhola;
6 - a questão nuclear e a Guerra Fria ( guerra nas estrelas e Oriente Médio: fundamentalismo)
7 - a questão do negro na sociedade brasileira ( abolição ≠ inclusão)
8- a ditadura militar no Brasil ( tortura, lei anistia e movimento pelas diretas já)
9 - desigualdades sociais e a constituição da realidade contemporânea brasileira.
10 – América latina (Cuba, Venezuela, Chile e Equador) e o papel do Brasil

Temos de pensar o que o elaborador das questões quer. E o Enem quer um estudante crítico. Para isso, uma forma é a comparação com a atualidade. Por isso que temáticas como a Idade Média ou da monarquia brasileira devam aparecer com menor freqüência na prova do MEC (Ministério da Educação). Já a república romana e a democracia ateniense podem ser abordadas em itens que exijam a correlação com o mundo contemporâneo. Se você está preocupado porque não consegue se lembrar de datas e nomes da história, relaxe. A "decoreba" não deverá ser cobrada. O que importa na prova não é tanto o conhecimento desses dados, mas a interpretação do enunciado e das questões.

2 comentários:

  1. muito boas as dicas vão me ajudar bastante!!!

    ResponderExcluir
  2. aaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaaa

    ResponderExcluir

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...